Seminário sobre a judicialização no SUAS reúne mais de 200 trabalhadores do Rio e outros estados

10/04/2015

Evento, considerado um sucesso por todos, discutiu e aprovou ações sobre o tema. Saserj já prepara próximo debate com o tema “o CRAS que temos e o CRAS que queremos”

 

Diante da grande intervenção do Judiciário no trabalho dos profissionais do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), a direção do Sindicato dos Assistenciais Sociais do Estado do Rio de Janeiro (Saserj) tomou a iniciativa de realizar um seminário nacional para discutir e apontar possíveis soluções para o problema.

Com o tema “A judicialização no SUAS: superar desafios”, o evento contou com a ilustre participação do promotor de Justiça do Ministério Público do Rio Grande do Norte, Leonardo Dantas Nagashima, considerado um dos maiores especialistas do país no assunto, e representantes de vários órgãos e entidades ligados à Assistência Social.

Trabalho integrado e harmônico

O promotor Leonardo Dantas Nagashima deu uma verdadeira aula sobre a evolução da Assistência Social na legislação brasileira e a sua relação com o Judiciário. Contou resumidamente a trajetória do “assistencialismo” à “política pública” que possibilitou o surgimento do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) há pouco mais de 10 anos.

Sobre os conflitos com o Judiciário, o promotor reconheceu o desconhecimento, desinteresse e o autoritarismo de parte dos membros tanto da Justiça quanto do Ministério Público com a Assistência Social, mas ressaltou que os profissionais, entidades e órgãos precisam também se comunicar melhor com juízes e promotores, levando a eles suas críticas e reivindicações e não apenas discutir nos congressos internos da categoria.

“Muitos profissionais, como juízes e promotores, acham que trabalham numa ilha e o trabalho deles é o mais importante e ponto. Mas, na verdade, para que um faça seu trabalho o outro também precisa fazer. O trabalho tem que ser, portanto, integrado e harmônico”, defendeu o promotor.

Além do Saserj, participaram do seminário várias outras entidades e órgãos ligados à Assistência Social em âmbito municipal, estadual e nacional, como a Federação Nacional dos Assistentes Sociais (Fenas), os conselhos nacional (CNAS) e estadual (CEAS) de Assistência Social, o Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas), a Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência (CDPD) da OAB-RJ, entre outros.

De acordo com a presidenta do Saserj, Margareth Alves Dallaruvera, a avaliação do evento foi muito positiva, o que animou o Sindicato a já iniciar os preparativos para o próximo debate sobre os problemas no exercício da profissão. “Temos que debater muito com a categoria e descentralizar as ações do nosso Sindicato, ampliando-o para o interior. Já estamos programando o próximo debate, cujo tema será ‘O CRAS que temos e o CRAS que queremos’. É um debate polêmico e importantíssimo para a categoria. Em breve, começaremos a divulgação”, explicou Margareth.

Tema será levado às conferências

Ao final do debate, foram aprovadas algumas ações para tentar solucionar os conflitos entre o Judiciário e os profissionais da Assistência Social. A inclusão do tema nas discussões das conferências municipais, estaduais e nacional de Assistência Social é a principal.

O presidente do Conselho Estadual de Assistência Social (CEAS), Patrick Ataliba, garantiu a inclusão do tema na Conferência Estadual e o coordenador da Comissão de Política do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), Anderson Lopes Miranda, se encarregou de reivindicar o mesmo junto à Comissão Organizadora da Conferência Nacional. Os representantes municipais presentes também foram orientados a solicitar a inclusão nas respectivas conferências municipais.

Também foram aprovadas duas propostas para o CNAS, que são a discussão sobre o “Disque 100” e a revisão do provimento 36 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

    




Veja também

SASERJ E INTERSINDICAL OBTÉM VITÓRIA E ASSEGURAM VERBAS RESCISÓRIAS PARA OS TRABALHADORES DO IABAS

SASERJ E INTERSINDICAL OBTÉM VITÓRIA E ASSEGURAM VERBAS RESCISÓRIAS PARA OS TRABALHADORES DO IABAS

17/07/2019 - Prefeitura e Iabas tiveram valores bloqueados pela Justiça para pagamentos de trabalhadores da Categoria demitidos  A Organização Soc...

SASERJ PARTICIPA DE AUDIÊNCIA NO TRT SOBRE OS TRABALHADORES DA CATEGORIA QUE TIVERAM SALÁRIOS REDUZIDOS NA OSS IABAS

SASERJ PARTICIPA DE AUDIÊNCIA NO TRT SOBRE OS TRABALHADORES DA CATEGORIA QUE TIVERAM SALÁRIOS REDUZIDOS NA OSS IABAS

10/07/2019 - Método de demissão e readmissão de trabalhadores com salários reduzidos praticado pela Prefeitura foi denunciado pelos sindicatos U...

OSs PRÓ-SAÚDE É OBRIGADA A SE RESPONSABILIZAR PELOS TRABALHADORES DEMITIDOS; SASERJ REPRESENTOU OS ASSISTENTES SOCIAIS EM AUDIÊNCIA NO TRT

OSs PRÓ-SAÚDE É OBRIGADA A SE RESPONSABILIZAR PELOS TRABALHADORES DEMITIDOS; SASERJ REPRESENTOU OS ASSISTENTES SOCIAIS EM AUDIÊNCIA NO TRT

10/07/2019 - Os assistentes sociais que trabalhavam na OSs Pró-saúde, no Hospital Getúlio Vargas, foram representados pelo Sindicato dos Assistentes Soc...

CONVITE AOS USUÁRIOS E TRABALHADORES DO FEUSUAS/RJ DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PARA RODA DE CONVERSA

CONVITE AOS USUÁRIOS E TRABALHADORES DO FEUSUAS/RJ DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PARA RODA DE CONVERSA

01/07/2019 - CONVITE AOS USUÁRIOS E TRABALHADORES DO FEUSUAS/RJ DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PARA RODA DE CONVERSA    Cumprimentando-os cordialmente, a Coo...