Divulgação do Relatório Final da mobilização em Brasília nos dias 16, 17 e 18/06 de 2015 em defesa dos projetos de leis e da recente pesquisa do DIEESE

24/06/2015

Nesta quarta-feira, 24 de Junho de 2015, a FENAS (Federação Nacional dos Assistentes Sociais), divulgou o Relatório Final da mobilização realizada em Brasília nos dias 16, 17 e 18 de Junho de 2015.  As diretoras da FENAS: Margareth Dallaruvera, Edinamar Oliveira, Rosalda Prado e Vanessa Ramos, participaram junto com outros representantes do movimento sindical e pré-sindical, do conselho Federal de Serviço Social e assistentes sociais 'de campo' de vários estados brasileiros, da uma intensa mobilização na câmara de deputados no Distrito Federal com o intuito de garantir o apoio dos parlamentares para aprovação de diversos Projetos de Leis de interesse da categoria, dentre os quais o 5278/09 que versa sobre o piso salarial dos profissionais de Serviço Social, o PL 428/2015 voltado para a inclusão do assistente social na equipe de estratégia de Saúde da Família e o PL 3688/2000, que dispõe sobre a inclusão de assistente social no quadro de profissionais de educação. Na oportunidade foram realizadas visitas a diversos deputados, sobretudo aqueles diretamente envolvidos com os PL acima mencionados, como os deputados Pauderney Avelino do DEM/AM e Alice Portugal do PCdoB/BA. (Clique aqui e baixe o relatório na íntegra)

Foi divulgado também o estudo recente realizado pelo DIEESE a pedido da própria Federação e da CNTSS/CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social) sobre o perfil dos assistentes sociais no brasil. Este estudo mapeia a situação dos assistentes sociais até 2013 identificando e cruzando informações a partir de fontes oficiais como a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD-IBGE), para análise dos ocupados acima de 10 anos (conforme critério de ocupação do IBGE) e a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) do Ministério do Trabalho e Emprego. A pesquisa avalia a ocupação dos assistentes sociais inseridos formalmente no mercado de trabalho (requisito da RAIS), a distribuição dessa força de trabalho nas diversas regiões do país, a concentração nos principais espaços sócio-ocupacionais, o padrão remuneratório médio, a natureza jurídica das entidades empregadoras, o tempo médio de permanência nos vínculos empregatícios, o índice oficial de sindicalização e outros dados relacionados às transformações operadas no mundo do trabalho que também atingiram aos profissionais de Serviço Social.

Uma cópia da pesquisa foi entregue aos parlamentares, o objetivo dessa ação foi ajudar a subsidiar de forma qualificada e comprovada a situação dos assistentes sociais e assim, sensibilizar os deputados para a emissão de pareceres favoráveis dos parlamentares no que tange aos projetos de leis pleiteados. (Clique aqui e baixe a pesquisa na íntegra)




Veja também

DIREÇÃO DO SASERJ SE REÚNE COM ASSISTENTES SOCIAIS DE NOVA IGUAÇU; EM PAUTA A REGULAMENTAÇÃO DAS 30H

DIREÇÃO DO SASERJ SE REÚNE COM ASSISTENTES SOCIAIS DE NOVA IGUAÇU; EM PAUTA A REGULAMENTAÇÃO DAS 30H

24/05/2019 - A direção do Sindicato dos Assistentes Sociais do Estado do Rio se reuniu na última quarta-feira (22) com os Assistentes Sociais do munic&i...

CHAPA 'SEM LUTA NÃO HÁ VITÓRIA' VENCEU AS ELEIÇÕES NO SASERJ

CHAPA 'SEM LUTA NÃO HÁ VITÓRIA' VENCEU AS ELEIÇÕES NO SASERJ

21/05/2019 - No último dia 10 de maio, a chapa "Sem Luta Não Há Vitória", encabeçada por Edmilson Soares, venceu as eleições...

ATENÇÃO, ASSISTENTES SOCIAIS DA PCRJ: URGENTE!

ATENÇÃO, ASSISTENTES SOCIAIS DA PCRJ: URGENTE!

18/05/2019 - ATENÇÃO, ASSISTENTES SOCIAIS DA PCRJ: URGENTE!    Conforme reunião com nosso jurídico, realizada no dia 02/05/2019, soli...

SASERJ NA MARCHA PELO PCCS DA SAÚDE

SASERJ NA MARCHA PELO PCCS DA SAÚDE

17/05/2019 - Maratona de atividades que antecederam o grande ato pela Educação contou com a presença do SASERJ na marcha até o Palácio Gua...