PRESIDENTE DO SASERJ PARTICIPOU DE AUDIÊNCIA DE DISSÍDIO COLETIVO DE GREVE SOBRE TRABALHADORES (AS) DOS HOSPITAIS DE CAMPANHA; SAIBA COMO FOI

21/08/2020

 

No dia 20 de agosto, o presidente do Saserj, Edmílson Soares Reis, participou mais uma vez das audiências do Dissídio Coletivo de Greve(PROCESSO: DCG 0102440-27.2020.5.01.0000) com o objetivo de buscar os salários e as verbas rescisórias d@s trabalhador@s dos  hospitais de campanha do Estado (Maracanã,  São Gonçalo, Adão Pereira Nunes, dentre outros)     anteriormente gerenciados pelo IABAS.

Sobre os hospitais de campanha Maracanã e São Gonçalo, foi constatado que os salários de junho e julho ainda  não foram regularizados totalmente  pela organização social IABAS e  Fundação Saúde, segundo a planilha já disponibilizada.

O representante da Fundação Saúde Sr. Thiago se comprometeu em audiência  que estará realizando os pagamentos pendentes  na   folha de pagamento  do próximo mês ainda.  "O  que é um  absurdo tal demora,  pois a situação d@s trabalhador@s  está muito difícil" , declarou Edmilson presidente do SASERJ.

Indagado pelo presidente do Saserj a respeito da situação de uma trabalhadora em situação de atraso salarial e com os registros de biometria anexados ao processo, o representante da Fundação Saúde afirmou que a situação da funcionária será resolvida, tendo seu pagamento referente a junho totalmente quitado e chegou a reconhecer o erro material, citando inclusive o nome da assistente social. Edmílson solicitou a constatação em ata tal afirmação.

“Quaisquer intercorrências referentes ao pagamento de junho da trabalhadora serão acertados na folha de julho e foi constatado que ela prestou os serviços no período”, disse Thiago.

Sobre o hospital Adão Pereira Nunes, houve o comprometimento do IABAS de mandar o cálculo das rescisões das 24 trabalhadoras  gestantes que foram dispensadas pela nova contratante para que  o estado analise os valores. Segue sendo discutido nas audiências as outrass  pendências, também.  Apesar  da luta dos sindicatos, não foi possível reverter as demissões em massa  que aconteceram em algumas unidades.

No que diz respeito a@s trabalhador@s  contratad@s dos hospitais de campanha que não chegaram a funcionar, foi dito que o procurador do estado ainda não apresentou parecer apontando de quem será as responsabilidades com os valores devidos, ficando esta discussão para as  próximas audiências.

O presidente do Saserj buscou de forma incisiva resolver a situação das assistentes sociais que não receberam seus salários, especificamente também de  uma profissional que prestou serviço para para IABAS, mas que não teve seu nome contemplado na lista de pagamento remetida à Fundação Saúde.

“Sabemos  do  absurdo que é o não pagamento imediato dos salários d@s profissionais que tanto se dedicaram a cuidar da população, muitas das vezes se colocando em risco nesse contexto de pandemia da COVID-19.Profissionais que agora passam por situações humilhantes para receber seus salários atrasados”, afirma Edmílson.

O Presidente do SASERJ manifesta sua indignação de não ter conseguido, junto com a intersindical,  garantir  para já, todos os  direitos d@s trabalhador@s, assim como reconhece a gravidade da situação.

Por outro lado, avalia  que seria pior para classe trabalhadora  travar esta luta sem as entidades sindicais presentes. Com isso, enxerga como fator positivo a relação entre a base d@s assistentes sociais que se formou nos hospitais de campanha e Saserj.

Edmílson vê também como positivo o fato de um quantitativo  considerável d@s trabalhador@s terem recebidos parte dos salários atrasados, apesar de ainda restarem mais profissionais a receber outras verbas rescisórias, adequações na CTPS e INSS.

“Continuaremos a  buscar os direitos devidos  para tod@s”, diz o presidente.

Neste caminho, Edmílson convoca a categoria d@s Assistente Sociais a conhecer o sindicato e aponta a necessidade de filiação e do  pagamento da mensalidade para o fortalecimento da entidade na luta cotidiana.

A próxima audiência será dia 02/09/2020 - às 14hs.

Acesse o link de gravação da audiência realizada pelo Sindicato dos Enfermeiros.

#sem luta não há vitória.

#filie-se ao seu sindicato.

*Foto: fachada do hospital de campanha de São Gonçalo/Mauricio Bazílio




Veja também

ATO EM BELFORD ROXO EM PROL DE SALÁRIOS DIGNOS PARA SERVIDORES DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

ATO EM BELFORD ROXO EM PROL DE SALÁRIOS DIGNOS PARA SERVIDORES DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

04/03/2021 - Em ato unificado no município de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, o presidente do Saserj, Edmilson Soares Reis e a diretora Adriana se somaram aos tr...

AO VIVO, LOGO MAIS: MUDSPM | Pendências e Dívidas da Prefeitura com o FUNPREVI

AO VIVO, LOGO MAIS: MUDSPM | Pendências e Dívidas da Prefeitura com o FUNPREVI

24/02/2021 - MUDSPM | Pendências e Dívidas da Prefeitura com o FUNPREVI A TV Sepe apresenta nesta quinta-feira (25), às 18 horas, palestra "Pendências e Dívidas da Prefei...

CARTA COMPROMISSO SASERJ EM PROL DE CONDIÇÕES DE TRABALHO E VALORIZAÇÃO DOS (AS) ASSISTENTES SOCIAIS

CARTA COMPROMISSO SASERJ EM PROL DE CONDIÇÕES DE TRABALHO E VALORIZAÇÃO DOS (AS) ASSISTENTES SOCIAIS

11/02/2021 - O Sindicato dos Assistentes Sociais do Estado do Rio de Janeiro - Saserj apresenta Carta Compromisso em prol das condições de trabalho e valoriza&...

NOTA CONJUNTA SOBRE AS CONDIÇÕES DE TRABALHO E ATENDIMENTO NO SUAS DIANTE DO AUMENTO DE CASOS DE COVID-19

NOTA CONJUNTA SOBRE AS CONDIÇÕES DE TRABALHO E ATENDIMENTO NO SUAS DIANTE DO AUMENTO DE CASOS DE COVID-19

10/02/2021 - NOTA CONJUNTA DAS ENTIDADES SOBRE CONDIÇÕES DE TRABALHO E ATENDIMENTO À POPULAÇÃO NO SUAS EM CONTEX TO DE AUMENTO DE CAS...